segunda-feira, 25 de maio de 2015

Seis bons filmes para estimular o debate sobre sexualidade


| Sexualidade

Estou feliz de retomar nossas conversas francas e abertas, indo Direto ao Ponto em temas que abordam a sexualidade na escola. E para começar bem o ano, ainda em ritmo de férias, quero indicar seis filmes que tratam, direta ou indiretamente, de alguns temas que costumamos discutir aqui no blog. Afinal, poucas coisas combinam tão bem com as férias como um bom filme, não é verdade?
Para mim, o cinema, além de uma ótima opção de entretenimento, pode servir como uma importante ferramenta pedagógica, unindo o útil ao agradável: diversão e aprendizado. Quando apresento um filme a um grupo de jovens, sempre assisto ao vídeo antes e anoto as cenas e os temas mais interessantes para serem discutidos por eles. Depois da exibição, convido os alunos a sentarem em círculo e peço que comentem o que mais lhes chamou atenção. Aos poucos, também destaco algumas cenas para acrescentar novos elementos ao debate. A ideia é que o filme sirva como um instrumento de reflexão e que complemente os outros recursos utilizados na formação do aluno.
Confira, a seguir, alguns filmes que levantam importantes questões sobre a sexualidade na adolescência. Eles estão disponíveis no Brasil em locadoras ou nos cinemas.
Billy Eliot
BILLY ELLIOT
Direção: Stephen Daldry
Gênero: Comédia dramática, Musical
País: Reino Unido
Este é um filme incrível! Billy Elliot (Jamie Bell) é um garoto de 11 anos que vive numa pequena cidade da Inglaterra, onde o principal meio de sustento são as minas de carvão da cidade. Obrigado pelo pai a treinar boxe, Billy fica fascinado pelo balé ao entrar em contato com a dança clássica em aulas realizadas na mesma academia onde pratica pugilismo. Incentivado pela professora de dança (Julie Walters), que vê em Billy um talento nato para a o balé, ele resolve então pendurar as luvas e se dedicar de corpo e alma à dança, mesmo tendo que enfrentar a contrariedade e o preconceito de seu pai e seu irmão, assim como o de boa parte da comunidade local.
O que discute: O filme é um excelente material de apoio para trabalhar com os alunos o preconceito de gênero. Ele aborda claramente como coisas que são de menina também podem ser de menino e vice-versa. Veja o trailer aqui (em inglês).
Vamos todos dancarVAMOS TODOS DANÇAR
Direção: Marilyn Agrelo
Gênero: Documentário
País: Estados Unidos
Um dos meus filmes prediletos, este documentário acompanha a jornada de alunos que frequentam escolas públicas da periferia de Nova York, com todos os problemas de drogas, criminalidade, sexo e agressividade. Para despertar a busca do sonho em se transformarem em pessoas de prestígio num mundo cheio de competições, é criado um campeonato de dança de salão entre as escolas. O filme traça o perfil de alunos de três escolas diferentes que descobrem a notoriedade, enquanto aprendem a dançar ritmos como o merengue, a rumba e o tango.
O que discute: Com este filme eu vi na dança de salão uma grande oportunidade de fazer um belo trabalho de Educação sexual! Ela provoca uma revolução maravilhosa nos valores e comportamentos destes jovens, como atesta o depoimento de uma das professoras: No começo do ano eu tinha na sala de aula 40 jovens problemáticos, e com a dança, ao final do ano, eu tenho 40 cavalheiros e damas…
Veja o trailer aqui (em inglês).

ABC do amorABC DO AMOR
Direção: Mark Levin
Gênero: Comédia romântica
País: Estados Unidos
A cidade de Nova York pode ser um local romântico, até quando você tem 10 anos e está se apaixonando pela primeira vez na vida. É isso que o jovem Gabe (Josh Hutcherson) descobre ao lado de sua colega de escola Rosemary (Charlie Ray). Nesta comédia, o amor é visto pelo olhar de duas crianças.
O que discute: Que doçura de filme! Além de você se divertir e relembrar o primeiro amor nesta idade, ele é um excelente instrumento de apoio para trabalhar com seus alunos este sentimento que tanto tira a concentração deles dos estudos. Você pode utilizar algumas sequências para trabalhar os papéis sexuais e de gênero, e ainda refletir com a turma sobre o que os meninos pensam das meninas e vice-versa. Assista ao trailer aqui.

Eu nao quero voltar sozinhoEU NÃO QUERO VOLTAR SOZINHO
Direção: Daniel Ribeiro
Gênero: Drama
País: Brasil
Este curta-metragem retrata a vida de Leonardo (Guilherme Lobo), um adolescente cego que muda completamente seu comportamento com a chegada de um novo aluno em sua escola. Ao mesmo tempo, ele tem que lidar com os ciúmes da amiga Giovana (Tess Amorim) e entender os sentimentos despertados pelo seu novo amigo, Gabriel (Fábio Audi).
O que discute: Trata-se de um filme singelo e despretensioso, com uma temática muito próxima da garotada. Muito bom para abordar a orientação homoafetiva. Assista ao curta completo aqui.

desenrolaDESENROLA
Direção: Rosane Svartman
Gênero: Comédia Romântica
Nacionalidade: Brasil
Este é um filme bem divertido e gostoso de assistir! Priscila (Olívia Torres) tem 16 anos e se acha uma garota normal demais, principalmente em comparação com suas amigas. Quando sua mãe viaja a trabalho, ela resolve mudar radicalmente seu comportamento. Entre as muitas mudanças pretendidas, a perda da virgindade é uma das prioridades. Mas será que é a hora certa? Embora esteja decidida a seduzir o garoto mais “galinha” da turma (Kayky Brito) para viver sua primeira experiência sexual, um trabalho em grupo na escola e uma viagem com os amigos mudam suas expectativas.
O que discute: Este filme pode provocar uma boa conversa em sala de aula sobre virgindade e a primeira relação sexual.Veja o trailer aqui.

Confissoes de adolescenteCONFISSÕES DE ADOLESCENTE
Direção: Daniel Filho
Gênero: Comédia dramática
País: Brasil
Este filme será lançado no dia 10 de janeiro e tem tudo para ser um sucesso! Baseado na clássica série de televisão Confissões de Adolescente, adaptada do livro de mesmo nome de Maria Mariana e exibida entre 1994 e 1996 pelas TVs Cultura e Bandeirantes, a trama mostra as confusões das irmãs Tina (Sophia Abrahão), Bianca (Isabella Camero), Alice (Malu Rodrigues) e Carina (Clara Tiezzi), atualizadas para o cotidiano dos jovens em 2013. Com muito humor, ele traz à tona temas como exposição na internet, menstruação e relacionamento amoroso e sexual.
O que discute: Como o seriado, este também pode ser um excelente meio de fomentar a conversa sobre a sexualidade na adolescência. Confira aqui o trailer.
E você, costuma utilizar filmes para incentivar o debate sobre a sexualidade com seus alunos? Compartilhe conosco suas referências cinematográficas e experiências ao conversar com a garotada
Share This Article Facebook +Google Twitter Digg Reddit

-
Obrigado por participar!